24/10/2012 - Medicina Geral

Zumbido

Zumbido

Quais as causas? Qual a sua importância?

As queixas auditivas fazem parte do cotidiano do médico otorrinolaringologista. Descrito pelos pacientes muitas vezes como “barulho no ouvido”, o zumbido é causa de intenso desconforto e tem se tornado queixa cada vez mais frequente dentro da especialidade.
O zumbido é uma sensação de manifestação auditiva, na ausência de fonte sonora externa, ou seja, o paciente ouve barulho, mesmo num ambiente silencioso. O zumbido pode ser unilateral, ou bilateral. Ser contínuo ou ocasional. E pode apresentar-se numa variedade de espectros de tipos de frequência, que são descritos pelo paciente de acordo com semelhança a certos ruídos do cotidiano: apito, chiado, cachoeira, motor de carro, geladeira, cigarra… etc.
Muitos mecanismos podem causar este zumbido, desde contrações rítmicas e repetidas dos músculos presentes dentro da orelha, até alterações das células presentes dentro da cóclea (estrutura dentro do ouvido interno, responsável por transformar a onda sonora em estímulo elétrico).
O zumbido pode ser o primeiro sinal de uma perda auditiva.
Dentre as causas de zumbido, podemos destacar:
– Presbiacusia: degeneração do sistema auditivo, decorrente principalmente do avançar da idade.
– Ototoxicidade: uso de alguns medicamentos que podem causar danos as estruturas da orelha.
– Trauma acústico: lesão ocasionado pelo excesso de ruído, tanto em intensidade quanto em duração.
– Causas metabólicas: intolerância a certos alimentos e distúrbio do metabolismo do açúcar.
– Tumores: principalmente o schwannoma vestibular, tumor benigno que acomete o nervo auditivo.
– Doença de Meniére: causada por um aumento da pressão dentro do labirinto, pode levar a tonturas.
– Traumatismo craniano: traumas na cabeça de moderada a grande intensidade
A definição do diagnóstico é feita através de uma associação da história, exame clínico e exames complementares. Geralmente, o otorrinolaringologista se utiliza dos exames audiométricos, de imagem e laboratoriais, para descobrir a verdadeira etiologia do zumbido.
Devido ao extenso número de causas possíveis para este sintoma, a terapêutica varia bastante, e seu objetivo principal é tentar melhorar a percepção do paciente em relação ao zumbido e tentar atenuar este impacto, haja vista a dificuldade em eliminar totalmente o sintoma, a depender da causa.

POSTAGENS RELACIONADAS